UnoEcology

Uno Ecology

Apresentado em 2010, o carro conceito Uno Ecology revelou ao mercado uma série de soluções de mobilidade com materiais alternativos, reutilizáveis e não poluentes, muitas das quais estão sendo estudadas por pesquisadores da Fiat e poderão ser aplicadas nos modelos futuros da marca.

O motor foi desenvolvido para consumir 100% etanol, combustível renovável que proporciona emissão zero de CO2 no ciclo total. A preocupação com o consumo de combustível também está presente em outras tecnologias, como o sistema start-stop, capaz de gerar uma economia em torno de 5% em trânsito urbano. Seu funcionamento consiste no desligamento automático do motor quando o automóvel para no semáforo. Ele é religado assim que o pedal da embreagem é acionado.

Outro exemplo é o TPMS (Tyre Pressure Monitoring System), sistema de monitoramento que informa ao motorista, por meio de um sinal luminoso no painel, se a pressão do pneu está abaixo do especificado. Pneus mal calibrados podem resultar no aumento de até 5% do consumo de combustível.

As peças plásticas de acabamento interno e externo do veículo, como para-choques, painel, painéis de porta e revestimentos externos, foram produzidas a partir do bagaço de cana-de-açúcar. O novo material possibilitou uma redução do peso das peças de cerca de 8% em relação ao material convencional, feito a partir de petróleo. O estofamento dos bancos foi feito de fibra de coco e látex, eliminando-se o uso de poliuretano. Garrafas PET foram recicladas para serem utilizadas no tecido dos bancos e tapetes.

O modelo também conta com teto solar fotovoltaico, projetado para gerar uma potência elétrica de 35W – considerando exposição de oito horas diárias ao sol durante 30 dias. As células fotovoltaicas auxiliam na carga da bateria, reduzindo a necessidade de geração de energia por parte do motor, economizando, consequentemente, combustível.