logo-fiat-620x260

PROJETOS DE SUSTENTABILIDADE DA FCA VENCEM EM DUAS CATEGORIAS DO 11º PRÊMIO BRASIL AMBIENTAL

[Institucional]

08/10/2015

Cases de resíduos e água foram premiados pela Câmara de Comércio Americana do Rio de Janeiro

Ações de sustentabilidade levaram a Fiat Chrysler Automobiles (FCA) a vencer em duas das cinco categorias do 11º Prêmio Brasil Ambiental, promovido pela Câmara de Comércio Americana do Rio de Janeiro (AmCham Rio) e seus Comitês de Meio Ambiente e Responsabilidade Social Empresarial. A solenidade de anúncio dos vencedores foi realizada na noite desta terça-feira, no Rio de Janeiro, com a presença de 150 pessoas.

A fabricante venceu nas categorias Água, com o projeto “Soluções que maximizam o uso racional da água na planta de Betim”, e Resíduos Sólidos, com o case “Método 5Rs: Um aliado na gestão de resíduos da Fiat”. No primeiro, a FCA mostrou como vem reduzindo o consumo de água e contribuindo para melhorar a oferta e a qualidade desse recurso natural. Na planta de Betim (MG), o índice de reuso de água chega a 99% e até o fim do ano chegará a 99,4%. No projeto sobre resíduos sólidos, a FCA apresentou o desenvolvimento de ações inovadoras de gestão de resíduos na fábrica de Betim, que levaram à redução da quantidade de resíduos gerados (de 51% de 1994 a 2014) e à conquista da marca de Aterro Zero em 2011.

Em 2015, o prêmio Brasil Ambiental recebeu 49 inscrições em cinco categorias: Água, Resíduos Sólidos, Inovação, Ecossistemas e Responsabilidade Socioambiental. Entre os jurados, estavam especialistas do meio acadêmico, de órgãos governamentais e da iniciativa privada. Em dez anos, já foram reconhecidas mais de 60 iniciativas de empresas, instituições de pesquisas e entidades sem fins lucrativos, sempre associados a uma ação corporativa. Em 2012, a FCA (à época Fiat Automóveis) já havia vencido na categoria de Resíduos Sólidos, com o case “Aterro Zero: nova visão de gestão de resíduos sólidos”.

Para Cristiano Felix, gerente de Meio Ambiente, Saúde e Segurança do Trabalho da FCA para a América Latina, vencer um prêmio da importância e renome do Brasil Ambiental, e ainda por cima em duas categorias, mostra que a FCA busca incessantemente o melhor conceito ambiental dentro da indústria automotiva. “Nós não construímos nenhum projeto para vencer. Fazemos porque pensamos no caminho da sustentabilidade. Pensamos no amanhã para que continuemos fazendo de forma sustentável”, afirma Felix.  Na opinião dele, o reconhecimento da Amcham Rio e a valorização de projetos como os da FCA fazem com que as pessoas se engajem mais e se transformem para buscar novas oportunidades. “É uma iniciativa que promove o compartilhamento de novas ideias, porque tivemos oportunidade de mostrar boas práticas nossas, mas também de escutar outras boas iniciativas no mercado”, disse.

Cristiano Felix ressaltou que as boas práticas socioambientais fazem parte do dia a dia da FCA. “Todos dentro da fábrica participam e se engajam. Hoje, temos mais de 17 ideias por funcionário dentro da organização em prol de melhorias, sejam de meio ambiente, qualidade, ou outras áreas. Isso realmente faz parte do nosso DNA. E o reconhecimento nos faz buscar novos desafios e nos aperfeiçoarmos cada vez mais”, completou Felix.

O presidente da AmCham Rio, Rafael Motta, destacou a importância da atuação das empresas na busca pelo desenvolvimento sustentável. “A participação do setor privado na agenda da sustentabilidade do país é fundamental, sobretudo para quem tem visão de longo prazo para negócios. A AmCham Rio está atenta a isso e, desde 2005, reconhece, incentiva e premia os esforços realizados por empresas em todo o Brasil”, afirmou Rafael Motta.

Entre os presentes na cerimônia, realizada no Palácio do Itamaraty, no Centro do Rio, estavam também autoridades como o diretor de licenciamento ambiental do Ibama, Thomaz Miazaki de Toledo, e o cônsul geral dos Estados Unidos no Rio de Janeiro, James Story.

Em seu discurso, Toledo fez referência a recentes manifestações pelo desenvolvimento sustentável, como encíclica publicada pelo Papa Francisco, e ressaltou a importância de uma agenda que contemple a inovação e o desenvolvimento de energias renováveis. “O prêmio Brasil Ambiental é uma justa homenagem de reconhecimento ao setor produtivo de nosso país”, afirmou Toledo.

Na cerimônia, a AmCham Rio lançou o livro Prêmio Brasil Ambiental - Dez anos de incentivo às boas práticas empresariais, sobre os projetos reconhecidos pela instituição ao longo da última década e que destacou a Fiat Automóveis como vencedora da categoria de resíduos sólidos em 2012. O conteúdo está disponível para download, na íntegra, no site premiobrasilambiental.com.