logo-fiat-620x260

FIAT INVESTE R$ 4 MILHÕES PARA AMPLIAR REÚSO DE ÁGUA

[Institucional]

15/10/2014

A Fiat Automóveis tem um desafio que vai além de produzir carros. A empresa quer reduzir o consumo de água e ampliar os índices de reúso, contribuindo para melhorar a oferta e a qualidade desse recurso natural. Para isso, está investindo R$ 4 milhões para tornar ainda mais eficiente seu Complexo de Tratamento de Efluentes, que já recicla 99% da água usada na planta de Betim (MG). Com o investimento, a economia poderá chegar a 43 milhões de litros – o suficiente para suprir as necessidades de consumo de cerca de 14 mil pessoas.

“Nosso objetivo é eliminar a captação da água potável da rede pública para o uso industrial”, afirma o gerente de Meio Ambiente, Saúde e Segurança do Trabalho da Fiat Chrysler para a América Latina, Cristiano Felix.

Paralelamente aos investimentos para otimizar os índices de reciclagem de água, a empresa vem intensificando as campanhas internas para identificar oportunidades de economia, criando soluções que vão desde a redução na frequência da lavagem dos carros da frota até a adoção de novas tecnologias no processo produtivo. Na Funilaria, os alvos são as torres que resfriam a água que, por sua vez, é aquecida ao resfriar as pinças de solda. Já em fase de implementação, o projeto implica na construção de pequenas estações de tratamento em cada uma das 13 torres de resfriamento da área.

“A água, após resfriar os equipamentos, fica com muitas impurezas, dificultando seu reúso. A alternativa era a complementação do volume com água, para equilibrar a concentração de sais. A solução foi criar duas etapas de tratamento, tornando possível a redução do consumo de água e de produtos químicos, para estabilização do sistema de resfriamento”, explica Cristiano Felix. A economia mensal de água nas torres de resfriamento será de 30%.

Até o vapor d’água gerado pelos sistemas de compressores de ar tem destino certo. O “suor das máquinas” gera uma economia de 4 mil litros por hora. Antes descartada, essa água é reaproveitada no sistema de resfriamento dos próprios compressores.

Desde 1994, a empresa registra queda contínua dos indicadores de consumo de água. Prova disso é que ao longo de 19 anos, para cada veículo produzido, a Fiat reduziu o consumo de água em 68%. Referência do setor em gestão ambiental, a Fiat foi a primeira fábrica de automóveis leves e de passeio do Brasil a conquistar a ISO 14001, de gestão ambiental, há 17  anos, e a ISO 50001, de eficiência energética, no fim do ano passado. Em 2013, no âmbito do Grupo Fiat Chrysler Automobiles (FCA), a redução do consumo de água foi equivalente a 13 vezes o volume de água que passa nas Cataratas do Niágara todos os dias.